Por que ‘especialistas’ não recomendam RFID

A verdade é que muitas empresas de consultoria dizem aos clientes o que querem ouvir ou simplesmente recomendam as opções seguras que outros consultores estão recomendando

Mark Roberti

Anos atrás, quando iniciei o RFID Journal, um representante de uma das principais empresas de consultoria em tecnologia me procurou no RFID Journal LIVE! e disse: “todos os nossos clientes estão perguntando sobre RFID. É por isso que estou aqui”.

Eu não disse isso, mas eis o que eu estava pensando: “Espere um minuto. Essas empresas estão pagando milhares de dólares à sua empresa por ano para mantê-las atualizadas sobre as tecnologias que precisam implantar e têm para lhe dizer que você pesquise RFID? Você já não deveria estar por dentro disso para aconselhá-los?”

Mark Roberti

Não mudou muito em 20 anos. As empresas de consultoria em tecnologia ainda parecem não ter noção da RFID. Eu leio relatórios sobre as tecnologias críticas para as empresas adotarem a cada ano, e a RFID nunca está na lista. Vejo relatórios sobre o que as empresas do setor devem fazer e dizem coisas como “melhorar a visibilidade do estoque” e “aumentar as taxas de precisão do estoque”. Eles nunca dizem como. Isso me faz querer ser consultor. Eu poderia fazer uma boa consultoria para equipes esportivas. “Senhor, sua equipe precisa marcar mais gols.” Muito obrigado.

Não quero pintar todo mundo com o mesmo pincel. Existem ótimos consultores por aí, mas o fato é que muitos dizem aos clientes o que eles querem ouvir. Se eles souberem que um varejista tem uma visão sombria da tecnologia RFID, não informarão a empresa sobre o motivo pelo qual sua visão está errada ou desatualizada. Por que arriscar perder o cliente?

Outra questão, acredito, é que os consultores não querem se arriscar e potencialmente correm o risco de ganhar a reputação de estar errados – ou, pior, de serem demitidos. Assim como os CEOs relutam em ser os primeiros em seu setor a adotar uma nova tecnologia, os consultores não querem ser os primeiros a emitir um relatório declarando que uma tecnologia específica é essencial para seus clientes. É mais seguro promover o que os outros já estão promovendo.

Eventualmente, a RFID alcançará um ponto crítico e todos os consultores o recomendarão aos seus clientes. Até lá, caberá aos executivos educar-se e aprender como a tecnologia pode cortar custos e melhorar drasticamente a eficiência.

Mark Roberti é o fundador e editor do RFID Journal.

- PUBLICIDADE -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui