IoT rastreia máquinas de venda automática

A Vendon e a AT&T fornecem dados sobre máquinas que distribuem lanches e bebidas automaticamente, para disponibilizar produtos na temperatura adequada

Por Claire Swedberg

A empresa de tecnologia de máquinas de venda automática Vendon se uniu à AT&T para permitir que uma máquina de venda automática ou uma máquina de café compartilhem remotamente seu status em tempo quase real através da rede celular da AT&T. Com a solução, empresas proprietárias ou operadoras de máquinas de venda automática podem obter dados automatizados sobre o desempenho de cada aparelho, sua operação e avisos sobre quando funcionários de manutenção ou de fornecimento precisam fazer uma visita.

O sistema emprega uma caixa de telemetria Vendon Internet of Things (IoT) conhecida como vBox, bem como software baseado em nuvem para gerenciar os dados. Foi projetado para ajudar as empresas a evitar que as máquinas de venda fiquem sem produtos e acabem perdendo vendas, além de garantir que defeitos possam ser rapidamente consertados. A indústria de máquinas de venda automática tem crescido nos últimos cinco anos, de acordo com as duas empresas. As previsões de longo prazo mostram um crescimento maior para o setor, mas as empresas precisam competir com outras ofertas de varejo, como lojas físicas e pedidos online.

Vendon vBox

Os clientes da Vendon se enquadram em duas categorias, de acordo com Andrey Sergeyev, diretor de atendimento ao cliente da empresa: empresas de máquinas de venda automática de lanches e bebidas frias e aquelas que fazem máquinas de café automatizadas. “Nossos clientes são tradicionalmente operadores que vendem ou alugam suas máquinas”, explica, “ou os produtos armazenados dentro deles”.

A venda de produtos é um sistema complexo, diz Sergeyev. As empresas podem vender ou alugar máquinas ou simplesmente oferecer serviços de manutenção. Como esses serviços são, por natureza, fornecidos em locais remotos, as empresas enfrentam um desafio ao gerenciar sua frota de ativos. As máquinas tradicionais que vendem lanches, bem como bebidas frias e quentes, são reabastecidas em intervalos regulares, com base em calendários.

A Vendon foi lançada em 2009 na Letônia com uma solução de pagamento de mensagens de texto SMS para que os clientes de máquinas de venda automática pudessem pagar por produtos usando seu smartphone e informações de conta bancária, sem precisar de dinheiro. Desde então, a empresa vem examinando o mercado e descobrindo maneiras de tornar as “vending machines” e as máquinas de café mais inteligentes. A empresa atende a clientes da Letônia como King Coffee ServicePelican Rouge e Vending Land.

A maioria das máquinas de vendas automáticas fornecem dados como temperatura, informações para fins de manutenção, além do número de transações realizadas. Mas essa informação só pode ser acessada por um provedor de serviços visitando fisicamente a máquina. Recentemente, segundo Sergeyev, “as pessoas estão começando a entender que precisam tornar suas máquinas inteligentes. Elas querem poder tomar decisões com base em dados quase em tempo real”.

As principais causas de dores de cabeça para os que trabalham no negócio de vendas, segundo Sergeyev, são a ineficiência em manutenção e estocagem e a necessidade de maximizar as vendas para competir com lojas e varejistas de alimentos online. “Eles precisam saber que a máquina funciona e vende os produtos corretamente”, afirma, “e, se estiver quebrada, precisam saber disso. Cada minuto custa muito dinheiro”.

Outro desafio para as empresas de máquinas de venda automática é entender os comportamentos e preferências de seus clientes. Os gerentes não podem estar em todos os lugares o tempo todo, então simplesmente não sabem quais produtos são mais populares em quais locais ou quais produtos não estão vendendo. No caso das bebidas, por exemplo, algumas receitas podem vender mais em um local – em uma escola, por exemplo – enquanto outras podem ser mais populares em um posto de gasolina ou em um shopping. “Quando você tem uma máquina, você precisa monetizar cada centímetro quadrado dela”, diz Sergeyev, mas entender as preferências do cliente está fora do alcance da maioria dos sistemas.

O sistema que a Vendon fornece consiste no dispositivo vBox com um modem GSM integrado, uma antena GSM e um circuito integrado, bem como uma conexão com fio aos sensores incorporados da máquina que rastreiam detalhes como energia e temperatura níveis. Vendon fabrica a caixa em sua fábrica na Letônia. O dispositivo é projetado para ser plug-and-play. A vBox coleta dados e os encaminha, juntamente com o número de identificação exclusivo do dispositivo (vinculado à própria máquina e aos dados do cliente), ao software baseado em nuvem da Vendon. A AT&T está fornecendo a conexão celular para filtrar e transmitir esses dados por uma rede segura.

Kelley Duarte, da AT&T

Os usuários podem visualizar os dados em um painel da Vendon por meio de um aplicativo da Web ou em um dispositivo móvel. Com o aplicativo, os clientes podem receber um alerta se a máquina apresentar um problema, além de obter informações de diagnóstico, como o fato de uma porta não estar fechando corretamente. O sistema também pode detectar quando um produto se esgotou e identificar quantas vezes um produto foi adquirido desde que a máquina foi reabastecida pela última vez.

Ao saber quais produtos estão sendo comprados, quando isso ocorre e em qual local, as empresas podem começar a otimizar suas ofertas de produtos. Por exemplo, diz Sergeyev, se uma máquina vendesse rosquinhas em ocasiões em que as vendas de café fossem mais altas, uma empresa poderia determinar que as pessoas estavam comprando mais de ambos os produtos.

Com os dados de vendas, diz Sergeyev, as empresas podem maximizar o estoque de receitas de bebidas populares ou lanches, bem como identificar onde as máquinas estavam com desempenho excessivo ou insuficiente. Os usuários podem prever quando uma máquina pode ficar sem estoque e podem ver quando o serviço pode ser necessário, com base na elevação de temperaturas ou outros dados. Se uma máquina não tiver sensores embutidos para detectar este tipo de dados, o Vendon pode oferecer o sensor, bem como o vBox.

O sistema se destina não apenas a aumentar as vendas, mas também a reduzir o número de visitas desnecessárias de funcionários para reabastecer produtos que ainda não foram vendidos ou se uma máquina parece estar funcionando corretamente e não requer manutenção. Isso reduz não apenas os custos de mão-de-obra, observa Sergeyev, mas também os custos de combustível. “No final do dia, são os dados que interessam”, diz Kelley Duarte, vice-presidente de vendas da IoT da AT&T. “A Vendon é uma empresa incrível para se trabalhar”, acrescenta, citando seu foco inovador.

A AT&T oferece a solução da Vendon para mais clientes em todo o mundo, acrescenta Duarte, com base em sua rede. “A AT&T, como uma organização global, pode ser flexível e ágil”, diz Duarte, para atender às necessidades dos clientes. “O valor que trazemos é a nossa conectividade em mais de 200 países. Temos equipes com recursos em todo o mundo”. Isso significa que a Vendon pode oferecer seu sistema na América do Norte, bem como na Europa e na Ásia. Atualmente, alguns dos clientes da Vendon estão testando o sistema de telemetria para gerenciar os níveis de estoque, manutenção e análise.

- PUBLICIDADE -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui