Setor de embalagens conclui aquisições em meio à crise

Os negócios de empresas como Tetra Pak e Voith Paper não pararam com a Covid-19, mostrando o potencial do setor de continuar em expansão e com inovações

Edson Perin

O mercado de embalagens continua com força e mostrando pujança mesmo com a crise da Covid-19, doença provocada pelo coronavírus. Um exemplo deste vigor vem da Tetra Pak que acaba de anunciar a aquisição da Gaussian, uma empresa sul-africana com experiência internacional em gerenciamento de ativos e que presta seus serviços a uma variedade de setores, incluindo mineração, energia, infraestrutura e bens de consumo. A Tetra Pak define a Gaussian como uma consultoria de gerenciamento de ativos para aumentar a produtividade dos segmentos de alimentos e bebidas.

De acordo com uma fonte da matriz da Tetra Pack familiarizada com o negócio, a aquisição não surgiu com a atual crise global de saúde. “Planejamos essa aquisição antes do surto de Covid-19”, disse a porta-voz da empresa ao IoP Journal. “[Esta aquisição] é o resultado de um relacionamento de longa data entre a Tetra Pak e a Gaussian. Essa mudança nos permite ajudar nossos clientes a tomar decisões estratégicas e operacionais informadas para otimizar suas operações e competitividade”.

Setor de embalagens conclui aquisições em meio à crise da Covid-19

A Tetra Pak e a Gaussian colaboraram anteriormente para desenvolver e implantar serviços de análise de desempenho em fábricas, o que incluiu benchmarking e análises para identificar oportunidades de economia e eficiência entregues como serviços da Tetra Pak Plant Secure, lançada em 2018. “Os clientes da Tetra Pak agora terão acesso a soluções baseadas nas melhores práticas de gerenciamento de ativos físicos do setor”, afirma nota da companhia. Com isso, a companhia pretende maximizar o valor que seus clientes podem criar em suas fábricas por meio de uma abordagem informada ‘orientada por dados’ para aumentar a eficiência e reduzir custos.

Roberto Franchitti, vice-presidente executivo de serviços, afirmou que a Tetra Pak Services visa a ser o principal fornecedor mundial de serviços e tecnologias para a indústria de alimentos líquidos. Com isso, a aquisição da Gaussian se encaixa ao portfólio da Tetra Pak Services, agregando valor ao conjunto de ferramentas e recursos analíticos e de simulação para os segmentos de alimentos e bebidas.

Para Dean Griffin, diretor da Gaussian, devido à estreita colaboração com a Tetra Pak por vários anos, a decisão de ingressar na empresa foi natural. “Mais oportunidades se abrem combinando nossas respectivas áreas de especialização. A experiência incomparável da Tetra Pak na indústria de alimentos e bebidas e o nosso conhecimento em modelagem estratégica para obter melhorias nos negócios para os clientes da Tetra Pak”.

Outra demonstração de pujança da indústria de embalagens pode ser notada pela recente aquisição realizada pelo Grupo Voith de 90% da italiana Toscotec. Segundo Andreas Endters, presidente e CEO da Voith Paper, a aquisição da Toscotec casa com as metas de crescimento da Voith. “Os produtos e serviços da Toscotec complementam o nosso portfólio e fortalecem a nossa posição como fornecedor para segmentos importantes da indústria papeleira”.

A Toscotec é uma especialista em projetos e fabricação de máquinas e equipamentos para a produção de tissue, cartão e papel. Sediada em Lucca, na Itália, e com subsidiárias na China e nos EUA, a Toscotec oferece tecnologia e soluções personalizadas, desde máquinas completas até reformas e componentes individuais.

De acordo com o anúncio de aquisição, a Toscotec continuará ofertando o seu portfólio normalmente como um empreendimento independente. No futuro, a empresa passará a ser a responsável de todo o Grupo Voith por novas máquinas e grandes reformas no segmento tissue. A Voith Paper, por sua vez, dará o suporte para as máquinas já fornecidas e todas as outras atividades de negócios. “Os clientes da Voith e da Toscotec continuarão a ser atendidos pelos canais de vendas existentes de cada uma das empresas, como de costume”, garante a Voith.

Alessandro Mennucci, CEO da Toscotec, comentou o que considera um marco na história da empresa. “Ao juntarmos nossas forças com a Voith, poderemos buscar novas e mais ambiciosas metas. Continuaremos desenvolvendo nossa expertise e base de referências na indústria papeleira, em busca de mais valor agregado aos clientes”, projeta Mennucci.

Encontro de CEOs realizado virtualmente

Ainda nesta semana…

No painel virtual Mercado&Consumo em Alerta, da GSMD, realizado na quarta-feira, 6 de maio de 2020, os presidentes regionais das empresas Procter & Gamble Brasil, Juliana Azevedo; Mondeléz Brasil, Liel Miranda; e Grupo Carrefour Brasil, Noël Prioux; apresentaram suas respectivas visões sobre o cenário atual, pós-Covid-19. Em vários comentários, especialmente de Juliana Azevedo, o setor de embalagens foi lembrado como o principal segmento para inovação nas áreas de segurança da saúde e higiene.

De acordo com Juliana, as questões que envolvem a sustentabilidade dos produtos, especialmente quanto ao packaging, tornaram-se menos impactantes na decisão do consumidor do que a segurança para a sua saúde e a higiene, de um modo geral. O argumento recebeu a concordância de Miranda e de Prioux, durante o painel virtual.

- PUBLICIDADE -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui