RFID revoluciona a segurança do paciente

A tecnologia oferece inúmeros benefícios para o setor de saúde, incluindo redução de erros humanos, maior segurança do paciente e maior precisão das tarefas

Anjali Mishra

Com a alarmante alta taxa de crescimento populacional e o aumento do número de pacientes em todo o mundo, a segurança do paciente se tornou uma questão de grave preocupação para a saúde pública. Com uma sobrecarga de pacientes e disponibilidade limitada de tecnologia, os erros médicos estão aumentando no setor de saúde.

De acordo com um relatório da Organização Mundial de Saúde, existe a probabilidade de um em cada 300 pacientes ser vítima de um erro médico. A maioria desses erros pode ser atribuída a erros de identificação da amostra, transfusão incorreta de sangue e eventos adversos com medicamentos. O FDA declara que um número substancial de erros médicos causados por problemas de identificação pode ser evitado com a incorporação de soluções de TI no setor de saúde.

Anjali Mishra

RFID: a onda do futuro

A identificação por radiofrequência (RFID) deve se tornar o próximo grande disruptor no setor de TI da saúde por sua capacidade de rastrear e rastrear com eficiência. RFID emergiu como uma das tecnologias mais poderosas na coleta de dados e permitindo o monitoramento automatizado de localizações, movimentos e identidades de indivíduos, ativos e produtos. A tecnologia aproveita as ondas de rádio para coletar e transmitir dados sem a necessidade de assistência humana. Ele consiste em etiquetas RFID contendo um minúsculo chip que coleta e armazena informações essenciais e, em seguida, as transfere para um leitor RFID. Essas etiquetas também podem ser colocadas em equipamentos ou crachás de funcionários para rastrear pacientes e funcionários.

A tecnologia está testemunhando uma alta demanda devido aos benefícios conferidos pela RFID embutida, permitindo que instalações de saúde, hospitais e clínicas aumentem a eficiência, reduzam despesas de capital e melhorem o atendimento ao paciente. O mercado global de RFID na área de saúde deve atingir uma avaliação de US $ 12,89 bilhões até 2027, expandindo a um CAGR de 15 por cento, de acordo com o último relatório de pesquisa da Emergen Research. As soluções RFID oferecem um sistema de informação eficiente e econômico para aprimorar o atendimento ao paciente, desde a admissão até a administração.

As cinco principais formas de RFID ser implantado no setor de saúde

A tecnologia RFID oferece um sistema de captura de dados automatizado e seguro que permite a segurança do paciente, oferece suporte ao fluxo de trabalho da equipe e do paciente, autentica os processos de qualidade e esterilização, controla a localização do equipamento médico, automatiza o gerenciamento da cadeia de suprimentos e gerencia instrumentos cirúrgicos com eficiência. Aqui estão cinco maneiras pelas quais RFID provou ser vantajoso no setor de saúde e nas vidas dos pacientes a quem atende:

Segurança do paciente

Além da contribuição econômica, o setor de saúde é responsável, em sua essência, pelo trabalho de salvar vidas. As etiquetas e sensores RFID desempenham um papel fundamental. As pulseiras equipadas com chips RFID melhoram a segurança por meio da varredura no local de atendimento, permitindo a fácil recuperação dos medicamentos prescritos, do histórico médico e dos horários das refeições e medicamentos de um paciente. Além disso, as pulseiras permitem que bebês recém-nascidos se conectem com seus pais e ajudam os profissionais de saúde a monitorar a segurança das crianças. A tecnologia RFID também permite o rastreamento de pacientes que entram em contato uns com os outros, permitindo-lhes minimizar o risco de propagação de uma infecção.

Gestão de inventário

RFID auxilia no gerenciamento de inventário de pacientes para garantir que os recursos certos – equipamentos, dispositivos e medicamentos – estejam disponíveis quando necessário. As instalações médicas podem economizar milhões de dólares em despesas por meio da implantação de dispositivos auxiliados por RFID no gerenciamento de ativos. Suprimentos médicos, como medicamentos prescritos, são solicitados, rastreados e classificados via RFID, garantindo que o fluxo e o serviço sejam confiáveis ​​para os pacientes. Os dispositivos auxiliados por RFID reduzem drasticamente a cadeia de suprimentos e os custos com equipamentos, além de reduzir a validade, o encolhimento e o desperdício de produtos.

Controle de Qualidade e Validação

O controle de qualidade avançado é necessário para atender melhor as instalações médicas e os pacientes. Os medicamentos adequados devem ser administrados nas quantidades corretas para atingir os resultados desejados. A RFID garante que a equipe médica receba informações precisas por meio das etiquetas para tomar decisões corretas. A validação permite a ampliação das instalações de saúde, pois foca no paciente e no tratamento certos, reduzindo drasticamente a incidência de erros médicos. Ele também aumenta a produtividade e auxilia na documentação administrativa e de auditoria precisa.

Monitorando Sistemas Cruciais

Os sistemas críticos cobrem tudo, desde dispositivos e instrumentos médicos até ambientes de armazenamento refrigerados, bem como instrumentos e equipamentos cirúrgicos. As etiquetas RFID desempenham um papel significativo na redução de erros em processos de laboratório. Rastreamento aprimorado de materiais de laboratório, como frascos de sangue, tubos de ensaio e lâminas, fornece maior eficiência e melhor controle sobre o inventário. Um benefício significativo do RFID é o rastreamento de equipamentos e instrumentos, independentemente de seu tamanho. Isso ajuda na contabilização adequada dos dispositivos, garantindo que nenhuma ferramenta seja deixada dentro do paciente durante a cirurgia.

Gestão de Pessoal e Pessoal

As etiquetas RFID podem ajudar significativamente a rastrear a equipe médica durante uma emergência ou garantir sua disponibilidade em situações críticas. Os dispositivos auxiliados por RFID também garantem que as práticas de higiene adequadas, como lavar as mãos, sejam mantidas dentro e fora de uma sala de cirurgia. Um exemplo essencial de assistência RFID é a liberdade que os enfermeiros cirúrgicos têm de rastrear fisicamente e contabilizar o equipamento cirúrgico durante a cirurgia, aumentando assim sua eficiência e produtividade na assistência aos cirurgiões.

Essas cinco maneiras demonstram como a tecnologia de identificação por radiofrequência é benéfica na saúde. Inúmeros benefícios, como rastreabilidade em tempo real de instrumentos médicos, localização da equipe e do paciente e fluxo de trabalho contínuo, estão atraindo mais interesse na tecnologia do setor médico.

Benefícios da RFID na área de saúde

A tecnologia RFID em um ambiente clínico ajuda a rastrear amostras de sangue ou medicamentos em tempo real, oferecendo simultaneamente visibilidade em tempo real do estoque. A tecnologia permite que os hospitais monitorem as temperaturas dos medicamentos termolábeis na cadeia de abastecimento e confere as precauções necessárias para manter os padrões e a conformidade. Os cartões de proximidade oferecem uma maneira confiável e contínua para o pessoal acessar áreas específicas de um hospital sem a necessidade de inserir um PIN de acesso todas as vezes. Esses cartões de proximidade podem ser associados ao banco de dados de um hospital para fornecer acesso seguro a trabalhos impressos de forma privada.

Os dados RFID podem ser armazenados, gerenciados e compartilhados online. RFID alimentado por bateria, como ultrassom, é equipado com um sistema que aproveita a conectividade Wi-Fi para transmitir dados a sistemas de saúde como EMRs e sistemas de gerenciamento de ativos. RFID ativo é vantajoso para ativos móveis que não estão confinados a uma estação de trabalho, e as etiquetas passivas podem ajudar a rastrear ativos e pacotes em áreas sem cobertura de wi-fi.

À medida que a demanda por RFID na área de saúde cresce, também crescem os avanços nos recursos e capacidades de RFID. A tecnologia oferece inúmeros benefícios para o setor de saúde, incluindo redução de erros humanos, maior segurança do paciente e maior precisão das tarefas. Embora a integração independente de RFID possa ter algumas limitações, a combinação da tecnologia com outras tecnologias, como sistemas de informação hospitalar, registros eletrônicos de saúde e suporte massivo de sistema de suporte a decisões clínicas, deve impulsionar seu desempenho em ambientes de saúde.

Embora a tecnologia seja extremamente benéfica, sua adoção tem sido lenta, devido à ausência de leitores de código de barras, falta de conscientização e padronização inadequada. Isso pode prejudicar o crescimento do mercado nos próximos anos. No entanto, a RFID abre caminho para muitas oportunidades de aumentar a segurança do paciente.

Anjali Mishra é redatora de conteúdo e editora da Emegen Research com um talento especial para o mercado de todas as coisas. Ela está familiarizada com todos os setores, embora escreva com mais paixão sobre tecnologias emergentes, alimentos e bebidas e o setor automotivo. Quando ela não está ocupada escrevendo, você pode encontrá-la lendo ou fotos de carros antigos no Google.

- PUBLICIDADE -

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here