Nestlé cria instituto para pesquisar embalagens

A iniciativa internacional está sendo considerada pioneira na indústria de alimentos, de acordo com a companhia suíça

Edson Perin

A Nestlé anuncia a inauguração do Institute of Packaging Sciences (ou Instituto de Ciências da Embalagem), dito o primeiro do gênero na indústria de alimentos mundial. Com o novo instituto, a Nestlé pretende acelerar seus esforços para desenvolver soluções funcionais, seguras e ecologicamente corretas para o mercado e para enfrentar o desafio global de resíduos de embalagens plásticas.

Mark Schneider, CEO da Nestlé, afirma que “a visão é um mundo em que nenhuma de nossas embalagens acabe em aterros sanitários ou como lixo”. Para isso, diz ele, foram introduzidas soluções reutilizáveis ​​e pioneiros em materiais ecológicos. “Além disso, apoiamos o desenvolvimento de infraestrutura local de reciclagem e esquemas de depósito para ajudar a moldar um mundo sem resíduos”, completou.

Instituto de Ciências da Embalagem, da Nestlé

Por meio do Institute of Packaging Sciences, a Nestlé planeja criar um forte pipeline de soluções de embalagens sustentáveis ​​para os produtos da Nestlé em empresas e mercados diversos.

O instituto se concentra em várias áreas de ciência e tecnologia, como embalagens recarregáveis ​​ou reutilizáveis, materiais simplificados, embalagens recicladas, papéis de barreira de alto desempenho, bem como materiais de base biológica, compostáveis e biodegradáveis.

De acordo com Stefan Palzer, CTO da Nestlé, reduzir o desperdício de plástico e mitigar os efeitos das mudanças climáticas por meio de tecnologia de ponta e design de produtos são uma prioridade para a companhia. “Os especialistas da Nestlé estão co-desenvolvendo e testando novos materiais e sistemas de embalagem ecológicos, juntamente com nossos centros de desenvolvimento, fornecedores, instituições de pesquisa e start-ups”, declarou.

Localizado nas instalações de pesquisas da Nestlé em Lausanne, na Suíça, o instituto também aproveita as capacidades de pesquisa existentes em segurança, análises e ciência de alimentos.

Sobre a inauguração, Sander Defruyt, líder de Nova Economia em Plásticos da Fundação Ellen MacArthur, disse que a Nestlé foi uma das primeiras empresas a assinar o Compromisso Global da Nova Economia em Plásticos, estabelecendo metas concretas para eliminar o desperdício e a poluição de plásticos na fonte. “É ótimo ver a maior empresa de bens de consumo do mundo agora aumentando seu foco de pesquisa e capacidade de cumprir essas ambições”.

A Nestlé já ruma em direção aos seus compromissos de embalagem para 2025 e lançou novas soluções no segmento. Os especialistas e fornecedores de embalagens da Nestlé desenvolveram, por exemplo, produtos de papel reciclável, como o pó de cacau Nesquik All Natural e o YES!, em menos de 12 meses.

O instituto faz parte da entidade de pesquisa principal da empresa, a Nestlé Research na Suíça, reafirmando o compromisso da companhia de fortalecer ainda mais o seu ecossistema de inovação.

Na inauguração oficial, Philippe Leuba, Conselheiro de Estado do Cantão Suíço de Vaud, disse que “este novo instituto será um centro de excelência no que diz respeito à cadeia de valor de alimentos e permitirá o desenvolvimento de soluções inovadoras de embalagens que respeite o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável”.

Segundo Leuba, a gestão de resíduos, um desafio global, agora se beneficiará de um ecossistema de inovação no Cantão de Vaud composto por universidades e também por centros de pesquisa de importantes atores do setor privado, como a Nestlé.

(Informações de Press Release da Nestlé na Suíça)

- PUBLICIDADE -

1 COMENTÁRIO

  1. […] “Os plásticos são um grande desafio para as empresas hoje”, afirmou Witik. “Esperamos que em 2025 tenhamos controlado todos os plásticos de nossa empresa, tornando as embalagens totalmente recicláveis”. Em setembro de 2019, a Nestlé anunciou a criação do Instituto de Ciência das Embalagens (leia mais em Nestlé cria instituto para pesquisar embalagens). […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui