McDonald’s e Starbucks focam em copos reutilizáveis

RFID e QR Code estão entre as tecnologias previstas para dar base a um projeto que deve durar pelo menos dois anos, conhecido como NextGen Cup Challenge

Edson Perin

Uma matéria publicada pela Bloomberg (Don’t Toss That Cup: McDonald’s and Starbucks Are Developing Reusables ou, em português, Não jogue essa xícara: McDonald’s e Starbucks estão desenvolvendo reutilizáveis) mostra o que já é rotina nas matérias do IoP Journal. Ou seja, que as tecnologias de identificação por radiofrequência (RFID), QR Code e Impressão Digital podem, além de oferecer diversos recursos de negócios, auxiliar na sustentabilidade das marcas, facilitando operações ambientalmente amigáveis, como a reciclagem.

A iniciativa envolve copos de café reutilizáveis batizados como ​​CupClub e que se destinam a substituir os descartáveis, ​​que são jogados fora aos bilhões a cada ano. No futuro, de acordo com o projeto, quando pedir um café no McDonald’s ou Starbucks, o consumidor poderá ser servido no mesmo copo que utilizou outras vezes.

Edson Perin

Esta visão, de acordo com a matéria, está na base do projeto piloto de dois anos chamado NextGen Cup Challenge, que é liderado pela Starbucks e McDonald’s. O teste introduzirá dois tipos de xícaras reutilizáveis e inteligentes, em cafeterias de São Francisco e Palo Alto, cidades da Califórnia, nos Estados Unidos. As novas xícaras são feitas principalmente de plástico e contam com chips RFID ou QR Codes, para identificação e rastreamento.

As duas companhias utilizam bilhões de copos de papel por ano [o número exato não foi revelado na matéria], sendo que a maioria é revestida de plástico, o que as torna quase impossíveis de reciclar. “Eliminar esse desperdício ajudaria muito a atingir as metas ambientais estabelecidas por cada empresa”, diz Emily Chasan, da Bloomberg. O grupo NextGen também pretende experimentar alguns novos copos descartáveis ​​compostáveis ​​e recicláveis ​​em Oakland.

A meta, para deixar a pegada de carbono mais leve, pode não ser a escolha do material perfeito, porque há desvantagens em qualquer copo descartável, seja papel, alumínio ou plástico. Em vez disso, a NextGen pretende tornar os copos duráveis ​​e criar um sistema pelo qual sejam reutilizáveis. Deste modo, será preciso coletar, limpar, redistribuir e rastrear digitalmente – um processo complexo.

Copos de café reutilizáveis ​​CupClub, que se destinam a substituir os descartáveis no McDonald’s e Starbucks

“Essa tecnologia para copos reutilizáveis ​​habilitados para tecnologia não existia há cinco anos”, disse Bridget Croke, diretora administrativa da Closed Loop Partners, uma empresa de private equity focada na reciclagem que coordenou o desafio, entrevistada pela Bloomberg. O piloto envolve um teste para o público e, também, para as novas xícaras: os consumidores optarão por deixar cair xícaras em locais determinados para coleta em vez de lixeiras?

Após o uso, os copos devem ser empilhados em pontos de entrega amarelos espalhados por toda a cidade. Assim, serão empilhados em vans e enviados para limpeza. Incorporados com etiquetas RFID, as xícaras podem ser digitalizadas à medida que passam perto de determinados pontos, como o balcão da cafeteria ou um local de coleta.

Mais uma vez, o que está no centro das atenções é a Experiência do Consumidor. Com isso, independente de qual seja a melhor maneira de realizar uma atividade de identificação e rastreamento, por exemplo, ou para garantir a autenticidade de um produto ou, como neste caso, para reduzir o impacto ambiental das empresas, o que interessa mesmo é como as pessoas reagem a estas iniciativas.

Então, vale dizer que, no século XXI, além do uso de tecnologias avançadas para resolver problemas que até poucos anos não afligiam a humanidade [por pura ignorância e não por consciência], os melhores projetos serão aqueles que conseguirem aumentar a satisfação dos clientes. Pode anotar.

Edson Perin é editor do IoP Journal Brasil e fundador da Netpress Editora.

- PUBLICIDADE -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui