LIVE! volta a ser presencial

O RFID Journal LIVE! será realizado presencialmente em Phoenix, nos Estados Unidos, de 26 a 28 de setembro, com protocolos especiais de saúde e segurança


Mark Roberti

O RFID Journal LIVE! será realizado presencialmente em Phoenix, nos Estados Unidos, de 26 a 28 de setembro, com todos os protocolos especiais de saúde e segurança em vigor, e isso é uma boa notícia para compradores e vendedores de soluções RFID. O RFID Journal hospeda eventos virtuais há mais de uma década, então, quando a COVID-19 surgiu, não foi uma grande mudança nos tornarmos totalmente virtuais.

Recentemente, concluímos o RFID Journal Digital Summit de quatro dias, que contou com a presença de mais de 500 pessoas. O feedback que recebemos foi ótimo, mas há certas coisas que eventos virtuais podem fazer bem e outras que apenas uma conferência presencial pode oferecer.

Mark Roberti

A educação pode ser ministrada online muito bem. Tínhamos 25 palestrantes em três faixas. As apresentações foram informativas e os participantes puderam fazer perguntas diretamente aos palestrantes. Mas a capacidade de conhecer pessoas e ter interações espontâneas não existe online, pelo menos não nas plataformas que experimentei. E é difícil “caminhar” por um salão de exposição virtual e ter contato com vendedores. Quanto aos vendedores, é difícil para eles mostrar produtos e fazer com que as pessoas os descubram online, nem é fácil transmitir comprometimento por meio do Zoom.

Em um evento físico, você pode começar a conversar com alguém enquanto espera na fila para almoçar, e pode descobrir que essa pessoa tem um problema de envio semelhante ao seu e saber como estão indo para resolvê-lo. Ou pode entrar em um estande e descobrir, durante uma conversa casual, que o expositor trabalhou em um projeto muito semelhante ao seu. Pode ter bons pressentimentos sobre um expositor e a sensação de que outro talvez esteja exagerando sobre o que sua solução faz.

Muitas vezes, as empresas que participam do RFID Journal LIVE! descobrem que existem produtos RFID que nem imaginavam. Uma vez, Mike O’Shea, que comandou os primeiros esforços de RFID da Kimberly-Clark, encontrou uma empresa que fez um dispositivo que poderia ser pendurado em um cinto e produzir etiquetas RFID serializadas. A Kimberly-Clark acabou usando o sistema de uma maneira que o expositor não havia pensado, mas resolveu um problema crítico para as implantações da empresa em sites de terceiros.

Às vezes ouço pessoas que afirmam que não precisam ir a eventos, que podem fazer suas próprias pesquisas online e encontrar os produtos e serviços de que precisam. Em minha opinião, essa abordagem é míope. Por um lado, encontrar parceiros em potencial cara a cara – falar com eles e apertar suas mãos – dá a você confiança naqueles com quem está trabalhando. Por outro lado, você raramente encontra itens online que não esteja procurando online e nunca encontra alguém que já tenha resolvido o problema com o qual você está lutando.

Recebemos muitos comentários positivos sobre nossa decisão de realizar o LIVE! 2021 de 26 a 28 de setembro – originalmente programado para abril. Obviamente, estamos monitorando o progresso das vacinações contra COVID-19 e verificando as atualizações dos funcionários de segurança pública locais, estaduais e federais. Além do mais, temos trabalhado com o Centro de Convenções de Phoenix para aprovar protocolos de saúde e segurança para garantir que os participantes e expositores estejam protegidos.

Acho que será bom para compradores e vendedores de soluções RFID se reunirem cara a cara. Portanto, espero que você se junte a nós em Phoenix em setembro – e caso não possa, continuaremos nossa educação online com eventos virtuais.

Mark Roberti é o fundador e editor do RFID Journal

- PUBLICIDADE -

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here