GS1: Smart Packaging conecta os mundos físico e digital

Com o padrão Digital Link, tanto códigos de barras como impressões digitais poderão levar informações sobre produtos, da cadeia de suprimentos aos consumidores finais

Edson Perin

Atenta às evoluções tecnológicas em todo o mundo e com a missão de padronizar a identificação de produtos tanto em códigos de barras, como identificação por radiofrequência (RFID) e impressão digital, a GS1 desenvolveu uma plataforma (GS1 Registry Platform) que permite que toda a cadeia de suprimentos e também os consumidores de um produto possam ter acesso a informações precisas sobre data de validade, lote, características, entre outras informações que beneficiam o controle inclusive da autenticidade das mercadorias.

O IoP Journal ouviu Virginia Villaescusa Vaamonde, CEO da GS1 Brasil, sobre esta iniciativa e outras, inclusive as relacionadas à Covid-19 (assista ao vídeo da entrevista abaixo). Por exemplo, uma plataforma de negócios lançada pela Associação Brasileira de Automação – GS1 Brasil para pequenas e médias empresas. O serviço gratuito que atende as 58 mil empresas associadas à GS1 Brasil facilita o networking e a ampliação dos canais de vendas.

“A ideia é aproximar as indústrias – principalmente as de pequeno porte – do varejo físico e online”, declara Virginia. Com a iniciativa, a GS1 pretende atuar como facilitadora da exposição comercial das empresas pela internet, o que poderá expandir atuações para novos mercados e canais de vendas. A plataforma de negócios tem 50 categorias de produtos, que se dividem entre setores como alimentos e bebidas, saúde, perfumaria, papelaria, calçados, vestuário, itens para casa, eletroeletrônicos, ferramentas e construção, pet, jardinagem, limpeza e outros.

Virginia Villaescusa Vaamonde, CEO da GS1 Brasil

As empresas interessadas em fazer parte da plataforma devem se inscrever para receber orientações e serem associadas à GS1. As empresas têm acesso a negócios B2B e B2C, ou seja, com outras empresas ou com consumidores finais. O projeto foi desenvolvido em 45 dias e teve como ponto de partida as dificuldades identificadas em um levantamento que a GS1 realizou com seus associados, desde o início do isolamento social provocado pela Covid-19.

As maiores dificuldades enfrentadas pelas empresas entrevistadas no levantamento da GS1 são a redução no faturamento e a necessidade de diversificar os negócios para se adaptar à nova realidade. O acesso à plataforma é pelo link www.plataformadenegocios.gs1br.org.

- PUBLICIDADE -

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here