Feliz 2021, com novos desafios e muitas oportunidades

O mercado de Internet of Packaging (IoP) está em plena ascensão, o que não é uma simples retórica, e sim um argumento baseado em estudos e análises de quem teve sucesso em 2020

Edson Perin

A pandemia de Covid-19 tem sido um grande desafio e assim continuará até que haja uma vacinação suficientemente capaz de bloquear a expansão da doença, o que já está a caminho em diversos países, inclusive no Brasil – apesar das desnecessárias guerras políticas numa situação em que a visão humanitária deveria se sobrepor a todo e qualquer interesse. Os mais otimistas acreditam numa imunização coletiva até meados do ano. No entanto, para que isto ocorra, será necessária uma boa dose de bom senso, que antecede a primeira dose da vacina.

O que podemos dizer com muita segurança é que o mercado brasileiro de identificação por radiofrequência (RFID), que está na base da IoP, está maduro. De acordo com diversos empresários ouvidos pelo IoP Journal, desde setembro de 2020, o mercado tem espaço para as empresas fornecedoras crescerem e está em plena ascensão, em velocidade acelerada. Os carros-chefes são empresas usuárias de tecnologias que investem para melhorar seus processos e os serviços a seus clientes e consumidores. Pelo lado do fornecimento, estão as empresas que colecionam casos de sucesso importantes, muitos já divulgados pelo IoP Journal.

Autoridades governamentais, empresários, executivos e empreendedores brasileiros, incluindo usuários finais, têm oferecido pareceres bastante positivos, revelando, inclusive, que a RFID está indo bem no Brasil apesar dos temidos impactos negativos da pandemia. Aliás, que a pandemia fez muito bem para a RFID, especialmente por estimular o e-commerce.

Vanderlei Ferreira, presidente da Zebra Technologies Brasil, expôs suas impressões com base em um estudo promovido por sua companhia, uma das que mais investe nesta inteligência de mercado (leia mais em Pandemia acelera planos de investimentos em tecnologia). O estudo da Zebra analisa comportamento de consumidores, vendedores e tomadores de decisão brasileiros e latino-americanos, após os impactos da pandemia. Ferreira concedeu uma entrevista em vídeo na inauguração do IoP Journal World Channel, no Youtube (clique aqui para assistir).

A 13ª Pesquisa Anual sobre o Panorama dos Consumidores, da Zebra, indica que a pandemia acelerou em 72% os planos de investimento em tecnologia dos varejistas latino-americanos. Foram entrevistados na região consumidores, trabalhadores e executivos do setor de Varejo de Brasil, México, Colômbia e Chile. O estudo analisa o comportamento desses grupos, apontando para as tendências tecnológicas que estão impactando as compras online e no ponto de venda.

Soluções de pagamento inteligentes, softwares de gestão de mão-de-obra e análises prescritivas foram apontadas por mais de 90% dos tomadores de decisão como as principais tendências tecnológicas para o setor até 2025. “Elas apontam para um varejo mais omni channel, focado na experiência do consumidor, centrado na visibilidade das operações e na tomada de decisões baseadas em dados”, analisa Ferreira. Para ele, apesar do impulso da pandemia, a transformação rumo a uma experiência de compra mais fluída e a uma operação mais automatizada já eram uma realidade e apenas ganharam mais força com o coronavírus.

Paula Valério, diretora-executiva do Sincpress, trabalha com uma equipe com ideias arejadas e tem uma visão privilegiada sobre como as embalagens inteligentes (Smart Packaging), dentro do conceito de IoP, estão saindo das cadeias de suprimentos identificadas e rastreadas para acrescentar garantia de autenticidade aos produtos, segurança de origem, melhores serviços e informações para os consumidores, e sustentabilidade (leia mais Equipe Sincpress lança e-book sobre Smart Packaging). Paula participou ativamente do evento IoP Journal World 2020, em novembro, quando mediou um importante debate com especialistas internacionais sobre os avanços da Internet of Packaging (clique aqui para assistir a uma síntese).

Henrique Miguel, do MCTIC, tem articulado as iniciativas pós-pandemia que estão em andamento no ministério e que envolvem RFID como ferramenta para viabilizar melhorias em verticais como Saúde, Indústria 4.0, Cidades Inteligentes e Agronegócio, prioridades do Plano Nacional de IoT. Segundo Miguel, estamos em um momento de grandes oportunidades para a tecnologia de RFID que é a base para todas as iniciativas que precisam ser adotadas para garantir o combate à pandemia e muito mais.

Miguel participou do painel do IoP Journal World 2020 coordenado por Marcelo Lubaszewski, professor doutor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e ex-presidente da Ceitec. O painel “Smart Packaging: Autenticidade, Segurança e Legislação” contou ainda com especialistas como o Prof. Dr. Eric Fabris, executivo da Ceitec, um dos pais do passaporte eletrônico brasileiro; Paula Valério, do Sincpress; e o Prof. Dr. Vidal Melo (USP), pesquisador do GAESI – Gestão em Automação e TI (clique aqui para assistir a uma síntese do painel).

Os participantes do painel concluíram que a legislação brasileira deverá definir os rumos da Smart Packaging como em todo o mundo, já que a identificação e o rastreamento são as bases para garantir autenticidade de produtos, incrementar a experiência do cliente e promover sustentabilidade, permitindo o avanço para a Economia Circular. No Brasil, além das questões que envolvem outros países, há problemas regionais que superam a falsificação de produtos, se expandindo, por exemplo, para o roubo de cargas.

Estes são apenas alguns exemplos de vozes do mercado ouvidas pelo IoP Journal Brasil. Outros profissionais, que preferiram se manter no anonimato, compartilham da visão de que todos estes desafios atuais são, na verdade, oportunidades. Sendo assim, como se estivéssemos diante de um copo com metade de seu conteúdo preenchido, temos de pensar no quanto podemos nos beneficiar de uma visão positiva – visando o copo meio cheio – e realizar bons negócios.

Edson Perin é editor do IoP Journal Brasil e fundador da Netpress Editora

- PUBLICIDADE -

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here