Como tecnologias de automação ajudam fabricantes na pandemia

Um número crescente de empresas está implantando sistemas de realidade aumentada e virtual para aumentar a eficiência, reduzir custos e promover o distanciamento social

Dijam Panigrahi

A mudança no clima de negócios em 2020, resultante da pandemia do coronavírus, está forçando um grande número de empresas a implementar tecnologias de automação em suas instalações de produção, distribuição e atendimento. Os efeitos da Covid-19 na economia, bem como nos negócios individuais e em seus resultados financeiros, aumentaram a pressão sobre as empresas que precisam se tornar ainda mais eficientes em suas operações fabris.

Embora muitas fábricas continuem a depender fortemente de mão de obra humana, um número crescente de locais começou a implementar tecnologias de automação, como realidade aumentada (AR) e realidade virtual (VR), como forma de acelerar a eficiência, reduzir custos e minimizar pontos de contato humanos para o distanciamento social.

Maiores investimentos em automação – As estatísticas mostram que essa mudança está ganhando impulso. Mais da metade dos operadores de warehouse que participaram de uma pesquisa recente encomendada pela Honeywell relataram que estão mais dispostos a investir em automação por causa da pandemia. Outras empresas, principalmente na manufatura aeroespacial, mostram que 42 por cento dos fabricantes desse setor buscam implementar tecnologias de automação, como AR e VR, nos próximos doze meses.

Os benefícios comerciais de maior produtividade e custos reduzidos são obviamente um benefício para os resultados financeiros. No entanto, outros fatores importantes mostram que essas tecnologias estão ajudando a melhorar as novas políticas de distanciamento social promulgadas durante os primeiros dias da pandemia. A indústria automotiva viu isso em primeira mão, já que a maioria dos fabricantes de automóveis encerrou completamente suas operações em março, após o surto generalizado de Covid-19.

Essa paralisação teve um impacto profundo no setor, pois a oferta de automóveis novos se esgotou, obrigando muitos compradores a optarem por veículos usados, o que posteriormente viu seus preços subirem vertiginosamente. A indústria automotiva teve que enfrentar um segundo golpe no verão, já que muitos trabalhadores da fábrica decidiram permanecer em casa com medo de pegar o vírus enquanto trabalhavam nas fábricas. Isso colocou uma pressão adicional nas linhas de produção, no momento em que a economia começou a sentir um reinício nos Estados Unidos.

Maior flexibilidade nas instalações de manufatura – A pandemia COVID-19 ilustrou a necessidade de mais flexibilidade operacional quando tecnologia avançada e automação podem ser aplicáveis. Além disso, a capacidade de aumentar ou diminuir rapidamente a fim de cumprir os prazos do projeto, sem afetar os turnos de hora em hora, ajudou ainda mais na eficiência da fabricação.

Tecnologias como robótica e automação também aumentaram muito no chão de fábrica, especialmente porque a necessidade de aderir a demandas de cadeia de suprimentos e logística mais rígidas foi fundamental neste verão. E embora estes tenham crescido em importância para os fabricantes de automóveis, os fabricantes de bens de consumo, produtos de limpeza e eletrônicos de consumo também têm confiado mais neles para atender às demandas das compras online.

Tecnologias de automação baseadas em nuvem – As tecnologias de AR e VR, em particular, têm mostrado grande promessa para os fabricantes de automóveis para vários usos. Essas soluções permitem que os designers e fabricantes automotivos realizem visualização 3D em tempo real e design auxiliado por computador (CAD) para design e fabricação, e também permitem ciclos de treinamento mais rápidos. Além disso, os profissionais podem trabalhar em níveis drasticamente mais elevados.

Na verdade, alguns fabricantes relatam erros minimizados usando AR e VR por meio da sobreposição de instruções, assistência remota e melhor planejamento e visualização. Isso, em alguns casos, resultou em um aumento na produtividade de mais de 40%. As tecnologias AR e VR fornecem economia de tempo significativa para o processo de construção de fabricação por meio do processo de decisão otimizado, que impacta positivamente todo o ciclo OODA (“observar, orientar, decidir, agir”).

Uma advertência que os gerentes de instalações devem levar em consideração é que nem todas as tecnologias de automação são criadas da mesma forma. É importante prestar muita atenção à infraestrutura de tecnologia e escolher uma plataforma habilitada para a nuvem para que os projetos possam realmente ser escalonados conforme necessário. Os fabricantes estão superando suas limitações de crescimento ao aproveitar as plataformas de AR e VR baseadas em nuvem ou baseadas em servidor remoto com arquitetura de nuvem distribuída e IA baseada em visão 3D. Essas plataformas em nuvem fornecem o desempenho e a escalabilidade desejados para impulsionar a inovação no setor em velocidade e escala.

Dijam Panigrahi é o cofundador e COO da Grid Raster, um provedor de realidade aumentada baseada em nuvem e plataformas de realidade virtual que potencializam experiências atraentes de RA e VR de alta qualidade em dispositivos móveis para empresas.

- PUBLICIDADE -

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here